Go to the content
or

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

Evento reúne pesquisadores de patógenos causadores de doenças humanas

May 8, 2017 14:57 , by Iasmin Mendes - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 971 times
Aaa3

Cientistas do Brasil, Estados Unidos e França apresentaram pesquisas sobre insetos vetores e ferramentas moleculares durante a1st Host Pathogen Interactions Meeting (1ª Reunião de Interações Patogênicas), realizada na Universidade de Brasília. O evento reuniu mais de 200 pesquisadores entre os dias 28 e 30 de maio no prédio da Finatec. A iniciativa é pioneira na UnB e possibilitou deslocar o eixo de discussões sobre o tema para fora da região Sudeste do país.

A atividade ofereceu aos interessados nas doenças infecciosas e parasitárias a oportunidade de estabelecer contato com pesquisadores destacados que lideram grupos de pesquisa dedicados à solução de doenças comuns em populações negligenciadas. “Foi uma iniciativa muito exitosa. Tivemos maior número de inscritos e de trabalhos apresentados do que esperávamos”, avalia Jaime Martins de Santana, coordenador do evento.

A Reunião de Interações Patogênicas foi realizada em cooperação entre o Laboratório de Interação Patógeno-hospedeiro da UnB, liderado pelo professor Jaime, e o grupo de pesquisa do professor Philippe Grellier do Museu Nacional de História Natural de Paris, na França. “Temos uma relação de mais de 20 anos e iniciamos um projeto Capes-Cofecub de cooperação Francobrasileira. O congresso veio para sedimentar ainda mais essa parceria”, informa o professor do Departamento de Biologia Celular da UnB Sébastien Charneau.

PREMIAÇÕES – O evento prestou homenagem aos cientistas Vladimir Lobato Paraense e Philip Davis Marsden, ambos ex-diretores do Instituto de Biologia (IB/UnB), que dedicaram suas vidas a pesquisas sobre patógenos causadores de doenças humanas. O primeiro destacou-se em pesquisas com caramujos e foi responsável pela identificação dos vetores da esquistossomose. O segundo tem evidência pelo pioneirismo no estudo de doenças como a leishmaniose e contribuiu significativamente nas pesquisas sobre doença de Chagas e malária. Os pesquisadores tiveram seus nomes empregados em dois prêmios realizados pela organização do encontro.

O Prêmio Vladimir Lobato Paraense foi dedicado aos três estudantes que melhor produziram seus pôsteres para a apresentação durante o evento. Foram destacados os pesquisadores Cristian Cortez, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Henrique Carneiro, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e Rafaela de Castro da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Já o Prêmio Philip Davis Marsden reconheceu três pesquisadores que se destacaram durante a apresentação oral de pôsteres: Fernando Yukio Maeda, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Natalia Gil, da Universidade Nacional de Colombia (em Medellín, Colômbia), e Clênia Azevedo do curso de Farmácia da FCE/UnB.


0no comments yet

Post a comment

The fields are mandatory.

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.