Go to the content
or

 Go back to Notícias Com...
Full screen

Mestrado profissionalizante em Saúde Coletiva da UnB está com inscrições abertas

October 3, 2018 16:48 , by Ádria Albarado - | No one following this article yet.
Viewed 1451 times

As inscrições para o Mestrado Profissionalizante do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (FS/UnB) estão abertas. O PPGSC oferece o total de 30 vagas e as inscrições ocorrem até o dia 1º de novembro. Para participar, os interessados devem conferir o edital disponível na página do Programa e realizar inscrição via plataforma da Pós-Graduação da UnB, disponível no link www.inscricaoposgraduacao.unb.br.

O processo seletivo ocorrerá em três etapas: prova escrita de conhecimentos; avaliação do anteprojeto, em formato de entrevista segundo linhas de pesquisa; e, análise do Currículo Lattes. Conforme a coordenadora do Mestrado Profissionalizante (MP), professora doutora Dais Gonçalves Rocha, a formação proporciona o aperfeiçoamento da capacidade crítica para a identificação de problemas estratégicos no ambiente de trabalho e busca soluções e diálogo com a produção científica sobre a temática.

Para a coordenadora, o MP tem uma natureza de aplicabilidade bastante importante, pois volta-se para o produto, que não necessariamente será uma dissertação. “Pode ser um protocolo, produtos de intervenção. A outra é que os trabalhadores do SUS são corresponsáveis para a formação das futuras gerações e muitos recebem estudantes sem a formação para tal. Então, a formação é importante para qualificar esses trabalhadores. A outra questão é aprender a tomar decisão baseada em evidências no seu cotidiano, pois a aproximação com as disciplinas de mestrado ajuda a fazer uma boa revisão de literatura e contribui para a tomada de decisão”.

O enfermeiro Jardel Franco é um dos estudantes do MP e afirma que o mestrado preenche lacunas deixadas pela graduação. “Percebo que nós [trabalhadores do SUS], de uma maneira geral, temos uma fragilidade muito grande nos aspectos de gerenciamento e de gestão de políticas públicas de serviços de saúde. Não aprendemos em nossa vida acadêmica e se aprendemos é de forma muito simplória. Como planejar, gerenciar e solucionar problemas de saúde existentes dentro dos diversos níveis de atenção? O mestrado nos dá oportunidade para que possamos aprimorar e desenvolver melhor nossas competências e habilidades relacionadas a esses processos de uma maneira mais crítica e reflexiva”.

Jardel ressalta aprendizados da formação no MP sobre aspectos da função gerencial, planejamento estratégico, metodologias ativas de educação, epidemiologia, gerenciamento de tecnologias da informação e comunicação em saúde e, inúmeros instrumentos que contribuem para análises e diagnósticos situacionais mais aprimorados para o monitoramento dos serviços de saúde. “E sempre com uma proposta de transformar esses serviços de uma maneira mais resolutiva e condizente com as reais necessidades da população assistida pelos nossos serviços”, complementa.

Foi pensando dessa forma que o enfermeiro foi atraído para realizar o mestrado profissionalizante. “Por que desenvolvendo essas habilidades no aspecto de gestão, posso levar isso para dentro do serviço de saúde, aprimorá-lo e contribuir de maneira mais efetiva com a desfragmentação desse modelo de atenção à saúde, transformando-o em um modelo um pouco mais integral e condizente com os princípios do SUS”, compartilha.

Cartaz mpsc3

 

 

 

 Comunica FS

Facebook: @comunicafs 

Instagram: @comunicafs

Youtube: Comunica FS