Go to the content
or

 Go back to Menu Superior
Full screen

Histórico

May 25, 2017 15:27 , by Renata Soares - | No one following this article yet.
Viewed 319 times

1º documento da Faculdade de Ciências da Saúde (1968)

(então denominada de Faculdade de Ciências Médicas)

A história da Faculdade de Ciências têm início em 1965, ainda chamada de Faculdade de Ciências Médicas e o curso de graduação de Medicina. Em seguida, foram ocorrendo mudanças com a implantação e reconhecimento de novos cursos, inclusive, a transformação de departamentos em faculdades, como foi o caso da Medicina e da Educação Física.

Implantação/Reconhecimento dos Cursos da Faculdade de Ciências da Saúde

 

Medicina – Implantado em 1965 – Reconhecido em 1972

 

Enfermagem – Implantado em 1975 – Reconhecido em 1980

 

Nutrição – Implantado em 1975 – Reconhecido em 1981

 

Odontologia – Implantado em 1980 – Reconhecido em 1985

 

Ciências Farmacêuticas – Implantado em 1996 – Reconhecido de 1999

 

Gestão em Saúde Coletiva – Implantado em 2010 – Em processo de avaliação

 

 

Missão

Ser uma instituição inovadora, comprometida com a excelência acadêmica, científica e tecnológica, formando cidadãos conscientes do seu papel transformador na sociedade, respeitadas a ética e a valorização de identidades e culturas com responsabilidade social.

Formar profissionais no campo da saúde, comprometidos com a ética e responsabilidade social, voltados para a promoção da saúde, prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças humanas e desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologias na área da saúde.

 

Valores

Ética e respeito à diversidade;

Autonomia institucional com transparência e responsabilidade social;

Busca permanente por excelência;

Universalização do acesso;

Respeito à dignidade, à liberdade intelectual e às diferenças;

Preservação e valorização à vida.

 

Visão do Futuro

Estar entre as melhores Universidades e Faculdades de Saúde do Brasil, inserida internacionalmente,com excelência em gestão de processos que fortaleçam o ensino, a pesquisa e a extensão.

 

Objetivos Permanentes 

(I) Construir um “corredor comum” guiado pela multiprofissionalidade, interdicisplinaridade e transdisciplinaridade, compondo um mapa que reoriente os Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) dos Cursos e/ou estrutura curricular;

(II) Identificar as expectativas dos docentes, discentes e técnicos administrativos em relação à construção uma FS promotora da saúde;

(III) Integrar as agendas de extensão curricular ou extracurricular incentivando a abertura da FS as comunidades e/ou populações sujeitas a iniquidades sócio sanitárias, considerando as necessidades da Graduação e Pós Graduação;

(IV) Desenhar pesquisas que possam auxiliar em novos modelos avaliativos dos cursos (auto avaliação) e/ou avaliação externa;

(V) Valorizar e aplicar no cotidiano dos processos de ensino as sugestões da consultora ad hoc que vem nos auxiliando nas discussões dos PPPs;

(VI) identificar e propor ações de capacitação docente, visando a educação permanente dos professores;

(VII) reconhecer e integrar com as ações da FS as demandas formuladas por gestores dos serviços de saúde da região/local/cenários de práticas.